17 de agosto de 2014


Como a Dinha já postou sobre esses livros, pra não ficar tão repetitivo vou só postar as partes que "grifei" deles.

Orgulho e Preconceito:
"Quanto mais conheço o mundo, menos ele me satisfaz; e a cada dia aumenta minha crença na incoerência do caráter humano e na pouca confiança que se pode depositar nas aparências do mérito ou do bom senso." (p. 143)

Água para Elefantes:
"A idade é um ladrão terrível. Justamente quando se começa a entender melhor a vida, a idade nocauteia suas pernas e arqueia suas costas. Ela lhe traz dores, lhe confunde a cabeça e silenciosamente espalha o câncer em sua esposa." (p. 15)

O Cavaleiro dos Sete Reinos:
"-Alguns cavaleiros nunca dão nomes para seus cavalos- Dunk contou.- Desse jeito, quando os animais morrem em batalha, o pesar não é tão difícil de suportar. Sempre há mais cavalos por aí, mas é difícil perder um amigo fiel.- Pelo menos era o que o velho dizia, mas nunca seguiu seu próprio conselho. ele dava nome para cada cavalo que tinha. O mesmo fazia Dunk." (p.161)
"...O caracol pode deixar um rastro de gosma atrás dele, mas um pouco de gosma não faz a ninguém... mas se dança com dragões, deve esperar se queimar." (p.366)

Nenhum comentário:

Postar um comentário