4 de abril de 2012

      Finalmente voltei a me sentir feliz, livre e leve, como a muito tempo não me sentia por tanto tempo. Come se eu pudesse cantar e dançar sem que ninguém percebesse. Pude dar risadas revivendo lembranças que antes eu havia banido de minha mente.
Vendo um vídeo de formatura do meu irmão, minha própria mãe me zuou, falando do meu "namoradinho" de uma noite (rs). E eu que não me lembrava com absoluta certeza (Gustavo ou Guilherme??), perguntei:
- Onde? Cadê?

      Não devia. Não devia ter perguntado. Damos tanta risada da minha cara. Mas no fundo eu sinceramente estou lutando para me lembrar quem foi meu "namoradinho". Não me julguem muito. Na época eu só tinha uma pessoa em mente, e não importava que fosse bonito, loiro e de olhos azuis, como a mãe e a Kau dizem que era. Eu só tinha olhos para um, e pelo menos, para minha sorte, esse a mãe não sabia.
      E é por isso que estou dando risada, eu simplesmente estou abrindo meus olhos pro mundo outra vez, e sem perceber. Não que esteja procurando alguém para me envolver. Só estou perplexa, maravilhada com a capacidade de deixá-lo para trás Gian. Vou ser grata a ti pela minha vida inteira, e agora eu sei o que diria a você se te visse novamente:
- Obrigada! por tudo.

2 comentários:

  1. Finalmente Dinha...
    É tão poder ver isso de ti ;) ♥

    ResponderExcluir
  2. nossa, ficou bem legal o blog de vocês, parabéns! (:

    ResponderExcluir